quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Paris Hilton na Casa Branca

Paris Hilton, a..., céus o que faz Paris Hilton?, bem, deixa pra lá, o fato é que Paris Hilton respondeu ao anúncio eleitoral do candidato republicano John McCain, no qual ela e a cantora Britney Spears são comparadas com Barack Obama, em um ataque da campanha republicana à formidável celebridade do candidato democrata.

O foco em Hilton e Spears evidentemente é negativo, colocando a fama de ambas como algo sem conteúdo além da celebridade em si. A intenção foi de colar à imagem de Obama a pecha de incapaz para o exercício da presidência dos Estados Unidos.

O vídeo de McCain é muito bem feito, o que, aliás, não é novidade nas campanhas eleitorais dos Republicanos, mas é uma propaganda bastante canalha. O que também não é novidade vindo de onde vem. A pergunta que fecha a propaganda é a seguinte: "Ele é a maior celebridade do mundo, mas está preparado para liderar?"

Paris Hilton resolveu responder. Em um vídeo disponível no site Funny orDie (para ver, clique aqui) ela diz que sim, está preparadíssima para governar. Britney Spears ainda não se manifestou, mas nesta chapa até que a outra loura dá um bom vice.
........................
POR José Pires

Um comentário:

Mircon disse...

TJ DE SP CONDENA MAINARDI E ABRIL POR “DANOS MORAIS” A PAULO HENRIQUE AMORIM

José Rubens Machado de Campos, advogado de Paulo Henrique Amorim, acaba de informar:

“A 5ª. Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo acatou, por unanimidade, o relatório do Desembargador Oldemar Azevedo e deu provimento a recurso de Paulo Henrique Amorim para condenar a Editora Abril e Diogo Mainardi ao pagamento de 500 salários mínimos (R$ 207.500, 00), ao reconhecer a ocorrência de danos morais quando da publicação (em 6 de setembro de 2006) da coluna “A Voz do PT”, na revista Veja. A Câmara considerou que houve ‘abuso da liberdade de imprensa’. A Câmara confirmou que as contestações oferecidas eram inexistentes por falta de procuração. Cabe recurso ao STJ.”

A Justiça tarda mas não falha!